paginas

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

“Sinto saudade de várias fases da minha vida”, revela Cid Moreira

(Foto: Divulgação)


Em entrevista à revista “Quem”, durante o lançamento do novo livro de Boni, “Unidos do outro mundo – dialogando com os mortos”, Cid Moreira falou que sente falta do jornalismo de bancada e de outras fases de sua vida.
“Sempre me perguntam se sinto falta do Jornalismo, da bancada, do Jornal Nacional, e eu digo sempre que sinto saudade de várias fases da minha vida. Por exemplo: o rádio que fiz no começo de minha carreira, o jornalismo que passava nos cinemas, o ‘Fantástico’. Mas, como disse, tenho vários projetos e estou sempre ocupado”, afirmou.
Cid acrescentou que tem novos projetos em mente, mesmo aos 88 anos. “Estou com 88 anos e sempre com novos projetos. Gravei a Bíblia inteira. Gosto muito dos provérbios e do Eclesiastes e quero gravar os livros apócrifos”.
Em Tempo:
Cid defende as mudanças conduzidas por William Bonner, Renata Vasconcellos e Maria Júlia Coutinho no noticiário. “Acho que na vida tudo evolui. Eu me lembro de quando fui para lá, a bancada era de compensado. Uma vez alguém esbarrou antes do jornal ir para o ar e o script foi todo para o chão, inclusive a bancada”, lembrou o apresentador.







fonte tv foco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate

Google+ Followers

Google+ Badge